Japão aqueles que não seguem as regras são vistos como um criminoso

10/03/2018 Vivendo no Japão Lenny Iwatani 12 Comments

Por que me incomodar quando alguém não segue as regras estabelecidas? Quando vejo alguém quebrando as regras, isso abala um pouco a minha sensação de segurança.Todo homem sabe que ele é imperfeito, mas ele não quer que alguém tente corrigir seus defeitos.



Além disso, tenho certeza de que se eu fizesse o mesmo que o infrator de regras, pensar em injustiça me faz estremecer um pouco. Ouvi dizer que é um traço comum entre as pessoas que não seguem as regras é autismo e também com aqueles que sofrem de problemas de ansiedade."Ninguém pode fazer você se sentir inferior sem o seu consentimento." Você deve seguir uma lista de regras sem questionar. Quantos problemas seriam evitados se seguíssemos todas as "regras estabelecidas". Japão aqueles que não seguem as regras são vistos como um criminoso: Então devo discutir que eu valorizo aqueles que seguem as regras estabelecidas onde quer que vão. No Japão acredita firmemente que os cidadãos que não respeitam a lei da terra são equivalentes aos próprios criminosos, de acordo com a fonte de notícias chinesa. Embora o comentário possa parecer um pouco duro, ele traz um ponto válido sobre a sociedade japonesa. Mesmo como um estrangeiro vivendo no exterior, há momentos em que você pode sentir o olhar atento das pessoas verificando se você está fazendo as coisas da maneira certa e adequada. Esta tremenda pressão social e mental está enraizada na população japonesa e se estende a todas as pessoas que vivem no Japão. Administradores e supervisores de empresas e grupos têm um papel crucial a desempenhar na forma como as regras são interpretadas e implementadas por suas equipes: Em vez disso, os líderes devem explicar as razões por trás das regras para que o verdadeiro valor da regra seja compreendido e as equipes o aceitem. Se um administrador de grupo ou uma empresa não puder explicar por que uma regra é aplicada, a própria regra deve ser questionada: "Precisamos realmente usar equipamentos de proteção naquele local?"Será que realmente precisamos restringir os veículos a um limite de velocidade? Você já se deparou com regras que desafiou e descobriu serem desnecessárias? Podemos desafiar esse lugar que nos pede regras não tomadas como algo sério para nós e para todos? Um grupo do Facebook é diferente de todas as outras mídias sociais porque um grupo do Facebook é uma comunidade: Uma comunidade significa que as pessoas estão genuinamente interessadas no tópico discutido. Eles estão procurando pessoas com interesses semelhantes e querem encontrar e compartilhar ideias. Eles não se juntam a um grupo para ver um robô falando com eles.As regras restringem a liberdade pessoal e são freqüentemente acompanhadas de penalidades por descumprimento. Não basta simplesmente declarar as regras e aplicá-las:
No entanto, se estivermos convencidos de que existe uma regra para o bem comum, incluindo a nossa, ficaremos felizes em obedecê-la. As pessoas esperam que você se envolva com elas, ajude-as quando precisar delas. Os membros de um grupo do Facebook querem saber e ver que você está 100% envolvido. É assim que eles vão confiar em você. As regras restringem a liberdade pessoal e são freqüentemente acompanhadas de penalidades por descumprimento: A maioria de nós não gosta de ter a nossa liberdade restrita, por isso há uma antipatia natural pelas regras. Regras são regras que ligam todas as pessoas que vivem em uma comunidade. As leis protegem nossa segurança geral e garantem nossos direitos como cidadãos contra o abuso por parte de outros.Na era da mídia social, lembre-se de que nada é mais "privado". Se você sabe que deve seguir as regras, siga o que foi dito e tente ver onde está o erro sem querer provar que é a vítima. Mesmo se você for amigável com seus colegas, esteja ciente de cruzar limites.

12 comentários:

  1. Regras são regras, se existem devem ser cumpridas. Sou do princípio de que se me disponho a participar de algo onde existem normas, vou procurar respeitá-las da melhor forma possível.

    ResponderExcluir
  2. Você disse uma verdade todo homem sabe que ele é imperfeito, mas ele não quer que alguém tente corrigir seus defeitos, e quando a pessoa toma essa atitude ela já está errando. As regras existem para haver uma organização, pois sem regras vira uma bagunça onde ninguém se entende, temos que respeitar as regras seja em qualquer lugar aonde há regras temos que seguir e respeitar, bjs.

    ResponderExcluir
  3. Também acredito na importância das regras e, realmente, quem não as cumpre deve ser visto como infrator, afinal, desrespeita um dos princípios básicos para o convívio em sociedade. Cada contexto possui suas limitações, precisamos ser respeitosos e seguir cada recomendação.
    Abraços! 😊

    ResponderExcluir
  4. Admiro muitos pontos nessa 'regra não dita' que molda as outras regras no Japão, tem muitos pontos positivos, eles seguem o pensamento "não devo incomodar o próximo" o que é ótimo,mas por vezes essa pressão pode fazer mal, principalmente para os mais novos que ainda estão aprendendo a conviver com as tais regras...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. As regras precisam ser respeitadas na comunidade pois regem as condutas da melhor maneira possível para o bem comum. Desrespeitá-las implica em tirar a paz do bem comum.

    ResponderExcluir
  6. Eu sei como é querer seguir regras em um lugar que quase ninguém liga pra elas. Várias vezes já me dissera: Mas ninguém faz isso!!! Admiro a cultura japonesa por esse respeito pela lei. Muito interessante a postura das empresas, explicando em detalhes o porquê da regra e da necessidade em se seguir. Não se torna algo banal. As redes sociais virou terra de ninguém. Seria maravilhoso se por aqui os grupos do facebook reunissem somente os verdadeiros interessados no assunto. Adorei o post.

    ResponderExcluir
  7. Quando percebo que muitas pessoas têm dificuldades de cumprirem regras simples de uma pequena comunidade do Facebook, por exemplo, fico a imaginar como estas pessoas reagem às Leis estabelecidas pelo próprio país.
    Não é à toa que infelizmente o Brasil é visto como o país da corrupção, pois os políticos nada mais são do que o reflexo do povo, não é mesmo?
    Gostaria que em meu país houvesse a cultura do respeito às Leis/regras e respeito ao próximo, seja quem for incutida em suas ações, assim como é no Japão.
    Óbvio que não podemos generalizar, mas é muito triste ver a hipocrisia destas pessoas.
    Acredito que se as pessoas conhecessem o significado da Empatia e seguissem como uma regra, certamente o desrespeito às regras/Leis não seria um assunto tão "comum" a ser abordado.

    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  8. Regras são importantes e estão ai para nos ensinar.

    ResponderExcluir
  9. Regras existem para serem cumpridas e elas existem para que se mantenha a ordem. E mesmo algumas sendo obrigatórias, há quem as desobedeçam, fato explícito da falta de educação de alguns.

    ResponderExcluir
  10. As regras foram criadas para que possamos todos viver em harmonia, certo? Então acredito que as devemos cumprir!
    E...é preciso lembrar que regras nem sempre precisam de estar escritas! A educação...não tem de estar escrita para ser uma "regra" que poucos têm!

    Beijinhos
    www.aalfacinha.com

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?
    Nós vivemos em sociedade e para que funcione, pois são milhares de pessoas diferentes, pensando de formas diferentes, precisamos ter regras. Acho que a base de todas elas é o respeito, ou deveria ser. E quando uma regra é quebrada, geralmente visa um benefício próprio em detrimento de outra pessoa, o que gera a injustiça. Esse assunto é extenso, pois tem diversas variantes, e teríamos que analisar cada regra, o que está por trás de cada uma. E os valores que as sustentam. Gostei do seu post, é muito legal trazer assuntos para serem discutidos.
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem? Acredito que as regras são essenciais, pois sem as mesmas acabamos não tendo limites e o convívio em sociedade ficaria praticamente impossível. O Japão tem muito ao que ensinar ao resto do mundo, não dá pra negar sua grande potência! Achei seu post bastante esclarecedor e curioso também, parabéns .
    Beijos
    www.cheiadeassunto.com

    ResponderExcluir

Sinta-se à vontade para compartilhar seus pensamentos, dicas, truques e ideias na seção de comentários acima ou envie (blogficarbem@gmail.com)