O que é phubbing? Todos nós podemos ser vítimas deste comportamento vicioso

1/26/2019 Lenny Iwatani 14 Comments

Temos tantas coisas com que nos preocupar, agora tememos nos preocupar com phubbing. Agora, você pode estar se perguntando: o que é phubbing? Desde que o smartphone entrou em nossas vidas teve muitas conseqüências na vida do casal. Telefone celular é uma causa de contenção no relacionamento "seu esposo se torna uma das primeiras fontes de conflito. A arte de esnobar as pessoas que olham para o seu telefone, mesmo quando você está comprando uma xícara de café ou sentado ao lado de uma mesa, é conhecida como "phubbing". A palavra foi inventada em 2012 pela agência de publicidade australiana.




Algo tão inocente quanto usar um smartphone na presença de um parceiro romântico minou a qualidade do relacionamento.À primeira vista, cunhar a palavra pode parecer um simples gesto no grande esquema das coisas, mas na realidade é o passo mais decisivo para abordar essa séria questão social. Com uma palavra cativante para descrever a prática, esse fenômeno do século 21 pode ser discutido, criando uma conversa muito necessária que pode levar a uma solução.

Mas o que acontece quando combinamos tecnologia com nossa necessidade de nos comunicar? O que estamos descobrindo hoje é que às vezes os resultados nem sempre são positivos. Ninguém questiona o fato de que, quando se trata de comunicar e transmitir informações, a tecnologia tem sido uma grande ajuda, mas ela nos tornou seus escravos ao mesmo tempo? A palavra 'phubbing' é na verdade apenas a combinação de duas palavras - telefone e desprezo. Aparelhos são odiadores de relacionamento.

Estamos nos tornando cada vez mais isolados:
É certamente verdade que quando se trata de comunicação, a tecnologia assumiu. A maioria de nós se tornou completamente dependente de nossos dispositivos de comunicação.Como nossos computadores, tablets e telefones celulares; hoje a maioria dos usuários desses dispositivos não consegue imaginar estar um dia sem eles. No entanto, através de mensagens de texto e sites de mídia social, essa chamada comunicação nos isolou, e agora estamos descobrindo que o contato face a face e a conversa cotidiana estão se tornando uma arte perdida.


Uau, acho que todos nós definitivamente precisamos pausar o telefone de vez em quando. Acredite, eu estou aqui há mais de um ano sem esse fenômeno chato, às vezes não é tão difícil quanto você pensa, e isso pode salvar seu relacionamento, você já pensou sobre isso?

O fenômeno pode parecer uma parte relativamente inofensiva, embora irritante, da vida moderna, mas a pesquisa está descobrindo que isso pode estar prejudicando seus relacionamentos. As pessoas passam por suas reuniões de trabalho enquanto se socializam com amigos em cafés enquanto jantam com a família enquanto assistem a palestras e até mesmo enquanto estão na cama. "Ironicamente, phubbing é destinado a conectá-lo presumivelmente a alguém através de mídias sociais ou mensagens de texto." "Mas, na verdade, isso pode atrapalhar seriamente seus relacionamentos pessoais no momento presente."

Percebemos, em um determinado momento, que esse telefone muitas vezes não traz nada de novo.
Ou é algo que precisamos nos acostumar. Por que você pode facilmente encontrar coisas na internet "enquanto falamos"? Por que a grande sobremesa de hoje tem que estar no Facebook e no Instagram, para deixar todo mundo com ciúmes? Ou por que conversas chatas persistem, o que queremos evitar é na verdade apenas a combinação de duas palavras - telefone e desprezo.

14 comentários:

  1. Eu costumo dizer que o celular aproxima os que estão distante ( através das midias sociais, ) e afasta quem está perto. Muitas pessoas pelo fato de estarem 24 horas conectadas, ficam mais interessadas e ver o que está acontecendo no celular e esquece de viver o momento, o presente. Nao conhecia o termos e gostei de saber mais por aqui!

    ResponderExcluir
  2. de fato o telefone e outras tecnologias precisam ser dosadas no uso. É triste ver as pessoas no num espaço social se isolarem para se comunicar virtualmente. também não podemos demonizá-los. equilíbrio é a palavra. Mais uma palavra para o meu dicionário.

    ResponderExcluir
  3. Adorei saber que existe um termo para esse comportamento. É sempre importante frisar o risco para a saúde mental e para tantos outros tópicos que isso nos traz. Um dos pontos principais é esse: o de enfraquecer relações ou nos fazer 'grosseiros' em certos casos. Amei a postagem!

    semquases.com

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho muita raiva de quem não larga o celular para conversar pessoalmente direito, quem assiste filme com o celular na mão e quem em uma festa não se socializa e passa horas no celular.

    ResponderExcluir
  5. De fato, a tecnologia veio para facilitar muitas coisas na nossa vida, em contrapartida tem nos esfriado quanto à humanidade. Achamos que as pessoas são celulares, devem ser imediatas a atender nossos desejos, esquecemos também que atrás da tela de um aparelho há alguém com sentimentos e assim magoamos, desmerecemos e fazemos os afetos diminuírem. É um problema grave e precisamos contorná-lo antes que seja muito tarde e vivamos num verdadeiro Black Mirror.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Aprendi mais uma palavra hoje! Até meu marido que já tem uma certa idade, a primeira coisa que faz ao levantar é pegar o celular. Ele gosta do Youtube. Fica com a TV ligada e o celular na mão. Eu procuro deixar o celular de lado quando estou numa roda familiar ou de amigas. Uso-o para tirar fotos.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia essa palavra, juro! Mas, infelizmente, essse hábito está se tornando cada vez mais forte.

    ResponderExcluir
  8. Este texto levou-me de volta à terra! Realmente faço isso de olhar o telemóvel, enquanto faço um pedido numa loja etc, sem querer! Já é automático :o Não conhecia a palavra, nem tinha pensado neste assunto, mas agora que falou vou tentar deixar o telemóvel mais de lado. Obrigada pelo seu post!

    Beijinhos, Brenda

    ResponderExcluir
  9. Tenho um amigo que toda vez que o grupo de reúne ele está no celular, mesmo em aniversários, é muito raro ele desviar os olhos da tela! Eu nem consigo olhar no celular por tempo demais que irrita minha vista, não sei como alguém pode conseguir!

    Tenho notado que muitos amigos começaram a comentar que odeiam ligações, nema tendem o telefone, só leem mensagens nas redes sociais porque acham falar ao telefone algo estranho, é outro reflexo desse novo comportamento.

    O post ficou ótimo! Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  10. Quando eu estou com as amigas ou o namorado, familia busco não tirar o celular da bolsa. Pois é necessário se desapegar e viver o que a vida tem de melhor

    ResponderExcluir
  11. As mídias sociais, principalmente as usadas com frequência nos celulares e os famosos programas de mensagens instantâneas realmente são capazes de destruir relações. Nada pior do que estar em um bar em uma roda de amigos e ter aquele que de minuto em minuto abre o celular para olhar. Eu, quando percebi que estava entrando nesse vício, tratei logo de equilibrar o uso ao aparelho e evito fazer com frequência junto com outras pessoas. Nada como um bom papo pessoalmente. Adorei o post. Não conhecia esse termo.

    ResponderExcluir
  12. Eu não uso o celular em todos os momentos. Consigo me controlar, tanto que na presença de amigos, eu deixo o meu telefone no silencioso ou até desligo. Não sou dependente dessa tecnologia, para falar a verdade, só tenho meu smartphone pelo fato de necessidade, minha profissão precisa demais.

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?
    Amei o assunto do texto. Não conhecia o termo, mas é um fenômeno da nossa realidade infelizmente. Eu conheço algumas pessoas que se tornaram dependentes do telefone, a ponto de ter até dois ligados 24 horas e não conseguir parar de verificar os dois. Quando manda uma mensagem, fica ansioso esperando a resposta. Precisamos mudar isso.
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  14. Um assunto que devia de ser mais discutido sem dúvida.

    O telemóvel teve o dom de me juntar ao meu namorado...mas também teve a destreza de nos separar e criar um ponto de quebra e desconfiança entre nós.

    Cada vez mais nos isolamos e damos valor a pessoas que nem conhecemos do que àquelas que estão ao nosso lado.

    As novas tecnologias têm grandes vantagens...mas também são grandes armas destruídoras completamente disfarçadas de ramos de flores.

    www.aalfacinha.com

    ResponderExcluir

Sinta-se à vontade para compartilhar seus pensamentos, dicas, truques e ideias na seção de comentários acima ou envie (blogficarbem@gmail.com)