Qual é a raiz da inveja?

2/15/2018 Vivendo no Japão Lenny Iwatani 13 Comments

A inveja é, sem dúvida, o mais vergonhoso dos pecados capitais.
Nossa inveja quase nunca foi confessada, nem mesmo para nós mesmos.



Embora os termos sejam frequentemente utilizados indiferentemente, a inveja não é sinónimo de ciúme . Se a inveja é a dor causada pelo desejo das vantagens dos outros, o ciúme é a dor causada pelo medo de perder nossas vantagens para os outros. O ciúme não está circunscrito à esfera romântica, mas também pode se estender a coisas como amigos, reputação, beleza , virgindade e assim por diante. Em comparação com a inveja, o ciúme é um mal menor e, portanto, mais fácil de confessar.

A inveja é uma das várias emoções relacionadas à estatura:
O desprezo e a regate são tipos de inveja reversa. Enquanto invejamos aqueles com maior estatura , sentimos desprezo por aqueles com baixa estatura. Nós nos regozijamos quando vemos outros sofrendo uma queda de estatura devido ao próprio erro. Sentimos compaixão ou piedade por pessoas infelizes com baixas estatura causadas pelo infortúnio.

A inveja é humana, é um sentimento e o que você sente:
Mas você pode consolar-se com a ideia de que a felicidade de outra pessoa não tem nada a ver com você - e sua vida não tem nada a ver com os outros.Lembre-se de que todos têm suas incertezas. Você pode estar com ciúmes de um amigo com uma vida familiar feliz, enquanto esse amigo inveja sua carreira bem sucedida.

Inveja intensa pode se transformar em ódio , raiva ou violência, se não for tratada de maneira construtiva.

A inveja pode ocorrer como resultado da inimizade, orgulho, auto admiração, amor pela liderança ou impureza da alma. Destes, a inimizade é a causa mais séria, pois conduz à malevolência e, por sua vez, faz com que o homem tenha sede de vingança e o alegra com qualquer calamidade que aflige seu inimigo.

A dor da inveja não é causada pelo desejo das vantagens dos outros, mas pelo sentimento de inferioridade e frustração ocasionados pela falta de nós mesmos:
A distração da inveja e o medo de despertá-lo em outros paradoxalmente nos impedem de alcançar nosso potencial máximo. A inveja também nos custa amigos e aliados e, em geral, tempera, restringe e mina até nossos relacionamentos mais próximos. Em alguns casos, pode até levar a atos de sabotagem, como acontece com a criança que quebra o brinquedo que ele sabe que não pode ter. Ao longo do tempo, nossa angústia e amargura podem levar a problemas de saúde física , como infecções, doenças cardiovasculares e cânceres; e problemas de saúde mental como depressão , ansiedade e insônia. Nós somos, literalmente, consumidos pela inveja.

Definições de Inveja:

A inveja é causada por uma insatisfação com a auto-imagem - sua percepção de sua estatura real. É também a negligência emocional na infância e leva a problemas nas relações íntimas. Esta insatisfação também é chamada de baixa auto-estima.

13 comentários:

  1. Não posso com gente invejosa!

    Beijo
    Boa noite

    ResponderExcluir
  2. Olá , tudo bem ? Amei seu texto muito reflectivo , geralmente confundimos o ciúme com inveja mais a partir do seu post consigo ver realmente a diferença. Bjsss

    ResponderExcluir
  3. Inveja é um sentimento muito negativo. É uma coisa desnecessária, e quem cultiva essa negatividade precisa de ajuda psicológica.

    ResponderExcluir
  4. A inveja é um dos piores sentimentos que podem existir. Quando estamos ao loado de gente invejosa elas sempre tentam nos deixar para baixo. Ótimo texto. Abraço

    ResponderExcluir
  5. Eu pude assistir seu vídeo no canal do youtube e adorei a forma com que aborda os níveis de inveja. Realmente é um atraso de vida para quem sente e também para quem é vítima de pessoas invejosas. Parabéns por abordar o tema.
    big beijos
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
  6. Inveja é realmente um sentimento muito perigoso e destrutivo. Precisamos estar alertas para nao nos contaminarmos com essa energia ruim e baixa.

    ResponderExcluir
  7. Nunca havia parado para pensar dessa forma, muito interessante! Inclusive muitas vezes cometia o erro de levar a inveja e o ciúmes como um sinônimo, algo similar e bem paralelo. É preciso ter cuidado com o que sentimos né?

    ResponderExcluir
  8. Olá!A raiz da inveja é podre,não cresce e não floresce!acho a inveja um sentimento de pura incompetência,o invejoso não quer simplesmente o que você tem mais também quer ser você.
    Muitos fatores levam a inveja,a maioria precisa de ajuda psicológica,mas nós que somos prejudicados infelizmente,eu mesma já fui vítima muitas vezes.Ótimo post!Bjsss

    ResponderExcluir
  9. Que texto super interessante!! É bom podermos refletir sobre esse sentimento pavoroso que é um dos pecados cometidos por muita gente. Achei bacana, também, você explicar a diferença entre ciúme e inveja.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. A inveja é um sentimento muito ruim que traz junto mais ações e sentimentos negros.É um sentimento que faz mal para quem tem e para quem recebe, é um pecado cheio de tentáculos e garras do mal.
    Gostei muito do seu texto porque vai fazer muita gente refletir sobre o assunto e expulsar de vez esse sentimento das suas vidas.

    Bjinhos,
    www.prosaamiga.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi.
    Tudo bom?
    Nossa seu texto esta perfeito é sempre digo que em alguma fase da vida uma pessoa já sentiu inveja e se diz que não esta mentindo.
    Esse sentimento é ruim, mas faz parte do ser humano.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Considero a inveja atraso de vida, enquanto a pessoa perde tempo invejando o outro a vida dela fica parada e nada vai para frente. Entra em uma vibe negativa que só atrai coisas ruins. Ótimo texto! Parabéns!

    ResponderExcluir
  13. Considero a inveja perda de tempo na vida, pessoa que inveja a outra perde sua vida e só atrai coisas ruins, nada na vida vai para frente porque sintoniza uma vibe tão negativa que tudo dá errado. Ótimo texto, parabéns!

    ResponderExcluir

Sinta-se à vontade para compartilhar seus pensamentos, dicas, truques e ideias na seção de comentários acima ou envie (blogficarbem@gmail.com)