A acne é uma das doenças crônicas mais comuns: muitas vezes esquecida

2/03/2020 Lenny Iwatani 12 Comments

Antes de tudo, quero lembrar a todos os pais que, se você puder ler meu post, se estiver procurando dicas de acne para seus filhos, saiba que as pessoas com acne devem consultar um dermatologista a tempo. Aqueles com muitos bons resultados de acne geralmente têm cicatrizes no rosto e os pais sentem remorso.


Acne acne é conhecida como cravos e espinhas. A acne é basicamente a forma mais primitiva de acne que ainda não está infectada. A acne é causada por óleos e células mortas da pele que misturam e bloqueiam os poros. O aparecimento de branco quando a acne não apareceu na pele, também conhecida como acne fechada. Se a acne deixar a pele, o óleo e o ar oxidam e ficam pretos, cravos ou acne aberta. Observe que a sujeira não é a causa dos cravos.

Quando se trata de cuidar da pele para acne, existem duas situações que devem ser tratadas de maneira diferente. Uma é que a acne está sendo tratada por um dermatologista. A outra é a pele propensa a acne (a erupção cutânea foi removida, mas está na fase de tratamento de manutenção) e os cuidados com a pele não tratada.

Independentemente de quais tratamentos de acne você usa, tente manter suas expectativas realistas. A acne não pode ser curada, apenas controlada. Você não começará a ver melhorias na maioria dos tratamentos por quatro a oito semanas. E sua acne pode parecer pior antes de melhorar.

Acne e contágio?
Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a acne não é uma doença contagiosa, a acne é um saprófito da pele, a maioria das pessoas já a possui. A bactéria não é de modo algum a causa da acne, mas um fator que é enxertado nos outros mecanismos já presentes, levando à inflamação das lesões.


Embora as causas exatas da acne não tenham sido identificadas, acredita-se que o estresse e a pele suja causam acne não são verdadeiras. Mas é verdade que sujeira e suor irritam a acne. A combinação de suor, calor e atrito pode levar a poros entupidos. Além disso, o suor na pele pode manter as bactérias causadoras da acne no lugar.

Mitos sobre o que contribui para a acne são bastante comuns.
Muitas pessoas acreditam que alimentos como chocolate ou batatas fritas contribuirão para a acne. Embora não haja suporte científico para essas alegações, existem certos fatores de risco para o desenvolvimento da acne.A acne é uma doença de pele comum e as espinhas são um sintoma dessa condição.

A acne é sensível a um tipo de pele?
Ao contrário da crença popular, todos os tipos de pele pode ser afetados pela acne, no entanto, uma predileção pela pele oleosa pelo apetite lipofílico das bactérias. A vitamina E é um antioxidante lipofílico fornecido à superfície da pele através da saída de sebo. Em áreas da pele com alta densidade de glândulas sebáceas, é observada uma secreção contínua de vitamina E.

Medicamentos sem receita médica.
Cada produto funciona de maneira ligeiramente diferente. Os produtos vêm em sabonetes, absorventes, cremes, géis ou loções. Os preparados para acne podem causar erupção cutânea ou vermelhidão. Sua pele pode arder ou queimar se o medicamento for muito forte.

Vários fatores estão envolvidos na patogênese da acne, e a secreção de sebo é um dos principais.

O papel que o sebo desempenha no desenvolvimento da acne ainda não foi totalmente elucidado; no entanto, quantidades crescentes de dados parecem confirmar a presença de alterações no sebo de pacientes com acne. A razão alterada entre os ácidos graxos saturados e insaturados tem sido indicada como uma característica importante a ser considerada além da quantidade alterada de ácidos graxos específicos, como o ácido linoleico.

Para pessoas com acne e pele sensível
Eles raramente usam produtos de limpeza facial baseados em surfactantes não iônicos, uma vez a cada dois ou três dias e às vezes com água morna, não mais que duas vezes por dia.

No entanto, para aqueles com pele sensível à acne, não é recomendável usar um produtos de limpeza facial contendo peróxido de benzoíla, ácido salicílico e ácido de frutas. A escolha dos produtos de limpeza facial para o tratamento da acne baseia-se no princípio de que a pele não está seca e não é esticada após a lavagem, e a pele fica levemente escorregadia após a lavagem com ambos os sexos. Não persiga uma sensação excessivamente refrescante, pois isso causará danos ou aumentará a barreira de permeação da pele a longo prazo. No entanto, a escovação de altas concentrações de ácido da fruta e ácido salicílico supramolecular deve ser realizada por profissionais qualificados em instituições cosméticas médicas. As quatro causas comuns incluem: Os fatores adquiridos incluem uso de drogas, estilo de vida e impacto ambiental.

Além das causas mencionadas acima, muitos fatores internos e externos, como genética, hormônios, estresse, alimentos, cosméticos e estímulos físicos, são considerados relacionados à acne.

12 comentários:

  1. Felizmente não sofro muito de acne. Aparece uma borbulha ou outra, mas nada de especial

    http://blogda-joana.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Você trouxe muitas informações boas para quem sofre com a acne, o meu sobrinho tem acne a pele do rosto dele está com marcas, ele foi ao médico e está tomando remédio e usando uma pomada, ele começou o tratamento a pouco tempo, ainda não dá pra ver algum resultado. A acne é um problema muito comum e que ninguém gosta principalmente os adolescentes, bjs.

    ResponderExcluir
  3. Tenho a pele mais seca , nunca tive acnes , mais vejo o sofrimento de algumas pessoas com esse problema. Seu post é bem esclarecedor sobre os fatores envolvido e cuidados.

    ResponderExcluir
  4. Eu não tenho este tipo de doenca, mas tenho conhecidos que fica transtornado e ate com vergonha.A acne é tipo de doença que deve ser tratada por um especialista bem antes que em se agrave pois nao sabemos a sua origem.

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho acne desde de sempre, adolescência sofre muito, porque minha acne era de 3 grau e graça a Deus tive uma mãezona que não media esforço para me sentir bem e bonita, lembro que aquela epoca era poucas pessoas que fazia limpeza de pele profunda e eu era uma delas, e peelings e varias coisas, e sempre o medico me falava pele oleosa tem q ter maior cuidado Karina, limpar muito bem a pele tonificar e hidratar e muito filtro solar e sempre lavar bem e passar mascara eu sempre usei sabonete proprio p minha pele e apesar do medico falar q qdo fizesse 35 anos minha pele deixaria de ser oleosa, pura utopia, ate hj minha pele é oleosa e dar acne, mas uma ou outra mesmo eu sempre cuidando de minha pele... adorei a resenha a sua explicação e de desejo sucesso no blog.. bjs

    ResponderExcluir
  6. Vejo adolescentes com o rosto horrível por causa da acne. Ainda bem que não tive acne na minha adolescência e nem meu filho teve. Tivemos apenas algumas espinhas. Esse texto traz informações importantes!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Na real as acnes são um problema né? Precisam ser tratadas por um especialista e pra quem não tem previnidas. Seu post é esclarecedor e necessário pra que a gente entenda um pouco mais da doença. Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Eu me sinto privilegiada, pois pouco tive acne, e as poucas que tive nunca foram na face. Já meus dois filhos na adolescência foram vítimas da acne, não sei qual a lógica, mas era sempre que bebiam ou comiam algo de chocolate! Gostei muito das informações!

    ResponderExcluir
  9. Na época da minha adolescência tive bastante acne, era um problema que me incomodava. Tratei com dermatologista e aos poucos a pele foi melhorando e tudo normalizou. Seu post trouxe muitas informações importantes que com certeza vão ajudar várias pessoas que sofrem com acne.

    ResponderExcluir
  10. oi!
    Eu não tive problemas com acne, mas conheço pessoas que sofreram muito por causa dela principalmente na escola... Mas ainda bem que hoje em dia existem vários tratamentos.

    ResponderExcluir
  11. Já sofri com acne quando era adolescente. Graças a Deus não fiquei com nenhuma marca, pois não tinha os conhecimentos que a internet nos facilita encontrar. Vejo pelo post o quanto fazia coisas erradas. Eu achava que só pele oleosa dava acne. É importante conhecer como se formam e também cada caso em particular para fazer um tratamento eficiente. Esse post é de grande ajuda para quem enfrenta o problema.

    ResponderExcluir
  12. Já sofri com acne quando era adolescente... Mas adorei as dicas e é sempre bom procurar um dermatologista antes de usar aquelas receitas caseiras que só prejudica mais a pele.

    ResponderExcluir

Sinta-se à vontade para compartilhar seus pensamentos, dicas, truques e ideias na seção de comentários acima ou envie (blogficarbem@gmail.com)